Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Documentário sobre educação alternativa já existente no Brasil, que transcende a formação puramente técnica, proporciona uma visão integral do aluno e amplia seu senso crítico e valores

Fonte:http://catarse.me/pt/quandosintoquejasei

A pergunta pelas razoes que militam a favor da inserção de Filosofia no currículo de Segundo Grau seria ociosa se não evocasse uma outra, mais geral porém estreitamente relacionada com os estudos filosóficos no grau médio de ensino: é a questão da coordenação curricular intra e interdisciplinar à qual se acrescenta naturalmente o problema das relações entre currículo e formação.

Quando falamos em coordenação intradisciplinar, referimo-nos ao fato de que as disciplinas ministradas no Segundo Grau, bem como as das quatro últimas séries do Primeiro Grau, podem ser, cada uma delas, divididas em dois percursos paralelos de aprendizagem: um diz respeito ao conteúdo, o conjunto de informações articuladas que se passa ao aluno; outro refere-se aos requisitos e procedimentos cognitivos necessários ao trabalho em cada disciplina.

Normalmente, na prática do ensino, não há condições para se fazer uma distinção nítida entre as duas coisas, mas qualquer avaliação do rendimento escolar, e principalmente das dificuldades enfrentadas cotidianamente pelos professores, nos leva a ver aí a origem de muitas das dificuldades no plano da inter-relação entre a transmissão do conteúdo do ensino e as condições cognitivas de assimilação e compreensão da informação. No tratamento desta questão, deparamo-nos com duas dificuldades:

1) A formação continuada em nível de Primeiro Grau faz com que o aluno receba, em níveis crescentes de generalização teórica e particularização disciplinar, conjuntos articulados de informações básicas que são planejados para atenderem, de forma diferenciada, a necessidades presumivelmente próprias de cada estágio de formação, levando-se em conta condições gerais de cunho cognitivo correspondentes a diversas faixas etárias e diferentes fases de desenvolvimento. Apesar de serem levadas em conta, no planejamento do desenvolvimento escolar, condições gerais de apreensão cognitiva em termos de padrões médios, não há, evidentemente, uma preocupação maior com os requisitos cognitivos adequados ao trabalho de processamento compreensivo dos tipos específicos de informação correspondentes aos conjuntos de disciplinas de conteúdo diferenciado e de gêneros epistemológicos diversos.

Considera-se, com razão, que, sobretudo nas séries iniciais do Primeiro Grau, não existem condições para um desenvolvimento adequado de um processo a que poderíamos chamar aprender a aprender paralelamente ao aprendizado regular dos conteúdos disciplinares. Há quem julgue que parte das falhas do processo educacional reside aí. Por não vivenciar conscientemente o processo cognitivo, o aluno, ao aprender, não se reconhece no processo: quase se poderia dizer que, ao adquirir saber, não sabe o que está fazendo. E as conseqüências disto são conhecidas: aprendizado entendido exclusivamente como memorização, repetição mecânica de habilidades adquiridas, etc.

Para continuar lendo, vá à nossa Biblioteca:https://filosofiapibidufabc.wordpress.com/artigos/

O Curso de Especialização em Filosofia da Educação oferece a oportunidade de aprofundamento nas análises concernentes à Educação desde um olhar filosófico. Pensar a tarefa da Filosofia na educação, bem como buscar, a partir da reflexão filosófica, a compreensão das implicações éticas e políticas no âmbito da educação: Esta é a proposta basilar deste Curso de Especialização oferecido pelo Setor de Educação
da Universidade Federal do Paraná.


Considerando que a Filosofia está cada vez mais integrada ao ambiente escolar regular, principalmente agora com seu retorno como disciplina obrigatória no currículo do ensino médio, vemos a necessidade de ofertar este Curso de Especialização a fim de ampliar as discussões e análises efetivamente filosóficas sobre a tarefa da Filosofia nos processos educativos.

O público alvo do curso são professores das Redes públicas e particulares ou recém formados, que buscam qualificação na área de Filosofia da Educação para atuarem em diversos níveis de Ensino. Acreditamos que com isso estaremos incentivando os profissionais da área de educação a manterem-se atualizados e vinculados às pesquisas e discussões da UFPR. O intuito do Setor de Educação é de qualificar os professores tendo como meta os alunos do ensino fundamental e médio, que passarão a contar com professores mais capacitados para lidar com as discussões filosóficas, especialmente em suas dimensões éticas e políticas.

Mais informações:http://www.filosofiaeducacao.ufpr.br/

V Seminário Internacional sobre Filosofia e Educação – I Congresso da Sociedade Brasileira da Filosofia da Educação: Racionalidade, amizade e experiência formativa – 10 a 12 de setembro de 2014 – Passo Fundo/RS

A Universidade de Passo Fundo, através do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação e do Curso de Filosofia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e a Sociedade Brasileira da Filosofia da Educação realizarão de 10 a 12 de setembro de 2014 o V Seminário Internacional sobre Filosofia e Educação e o I Congresso da Sociedade Brasileira da Filosofia da Educação: Racionalidade, amizade e experiência formativa. O objetivo do evento é promover debates sobre formação pedagógica, considerando os diferentes desafios da educação atual e destacando o papel da convivência e da amizade. Haverá espaços destinados a apresentação de trabalhos.Os artigos deverão ser enviados, via e-mail, para o seguinte endereço: seminariofil.edu@upf.br, até o dia 15 de junho de 2014 às 23h59min. Maiores informações sobre a programação e as normas para submissão dos textos podem ser obtidas diretamente no site do evento

Fonte:http://www.anped.org.br/news/v-seminario-internacional-sobre-filosofia-e-educacao-i-congresso-da-sociedade-brasileira-da-filosofia-da-educacao-racionalidade-amizade-e-experiencia-formativa-10-a-12-09-passo-fundo-rs

A I Jornada Internacional de Filosofia da Educação/ III Jornada de Filosofia da Educação “Filosofia, Educação e Formação” é uma iniciativa da área de Filosofia e Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da USP e tem como tema aglutinador de suas conferências, mesas e apresentações a tríade: Filosofia, educação e formação. Seu objetivo é fomentar o exame crítico dos desafios da formação educacional, do cotidiano escolar e de suas formas de discurso a partir de uma pluralidade de perspectivas teóricas. Foram propostos três eixos temáticos para as mesas e apresentações de trabalhos: 1) Ética, política e educação, 2) Poder e pensamento pedagógico e 3) Formação, ensino e linguagem.

Instituição: Universidade de São Paulo

E-mail de Contato do Evento: jornada.filoeducacao@gmail.com

Fonte:http://www.anpof.org/portal/index.php/en/comunidade/calendar-pack104fe6/item/126-eventos-nacionais-e-internacionais-no-brasil/268-i-jornada-internacional-de-filosofia-da-educacao-iii-jornada-de-filosofia-da-educacao

Nossos encontros já têm uma rica história: em junho de 2002, teve lugar na UERJ o I Colóquio Franco-Brasileiro de Filosofia da Educação “O valor do mestre – igualdade e alteridade na educação”, com a presença, dentre outros convidados, de Jacques Rancière e o lançamento de seu livro “O mestre ignorante”. A segunda edição do colóquio, em novembro de 2004, foi organizada sob o tema “O devir-mestre: entre Deleuze e a Educação”. A terceira edição do Colóquio fez homenagem ao filósofo francês Michel Foucault, nos 80 anos de seu nascimento em outubro de 2006. O IV Colóquio, em agosto de 2008, deixou de ter um filósofo como tema central e passou a ter uma temática. Nessa ocasião foi: “Filosofia, aprendizagem, experiência”. O V Colóquio, em setembro de 2010, passou a ser Internacional e não apenas Franco-Brasileiro. A sua temática foi “Devir-criança da filosofia: infância da educação”. O VI Colóquio, em agosto de 2012, teve como tema “Filosofar: aprender e ensinar”. Em cada uma de suas edições, o colóquio reuniu em torno de quinhentos participantes.

O VII Colóquio terá como tema “O que pode a escola hoje em Nossa América?”, no intuito de interrogar a potência da escola – como ambiente, como instituição, como forma, como espaço, como tempo, como mundo – no seu contexto de sentido, cultural e político. Os eixos temáticos, abaixo, atravessam esse tema em diversas linhas.

INSCRIÇÕES COMO OUVINTE

Após 18 de abril de 2014.

FIM DAS INSCRIÇÕES

2 de setembro de 2014 [19:00h].

ATENÇÃO:

INSCRIÇÕES GRATUITAS.

(*) ATRAVÉS DA PÁGINA DE INSCRIÇÃO.

Fonte:http://www.filoeduc.org/viicife/

O Programa PIBID

Posted: Julho 18, 2014 in Uncategorized

O programa de bolsas de iniciação a docência PIBID é um projeto desenvolvido pela CAPES, coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior, que visa incentivar e preparar o aluno de graduação à vida em sala de aula.

Dentre as disciplinas regulares das escolas (matemática, física, química, entre outros) a disciplina de filosofia se insere em um contexto novo, já que passa por um processo de reinserção na grade curricular do ensino médio. Assim cabe aos professores coordenadores e graduandos, a tarefa de despertar no aluno que está tendo o seu primeiro contato com a filosofia o interesse e o amor à filosofia.

Incumbidos dessa proposta os alunos e coordenadores do projeto vigente na Universidade Federal do ABC – UFABC –  tem nas mãos a oportunidade de reconfigurar a filosofia nas escolas. Em um processo de pesquisa e prática buscamos problematizar a filosofia no seu novo contexto histórico, social e humano. Mostrando assim que a filosofia é um processo de criar/recriar o mundo que nos rodeia.

E fazer assim um convite a filosofia, inserido e experimentando o tema com os alunos, em uma construção coletiva de resignificação do fazer filosófico.